Review de Gibi Velho – Super-Homem contra Homem-Aranha

Olá, amigos do Popsfera! Voltando com a coluna “Review de Gibi Velho” (veja a primeira matéria desta coluna clicando aqui), dessa vez com um gibi REALMENTE velho: Super-Homem contra Homem-Aranha! Gibi de tempos mais inocentes, onde os nomes poderiam ser traduzidos e não havia tanta preocupação com o reconhecimento da marca. Por isso o Super-HOMEM, não Superman como é hoje em dia.

Primeiro grande encontro Marvel x DC.

Gibi em formatinho, lançado em 86 por aqui (em 76 a edição original), pela Editora Abril. Novamente, tempos mais inocentes, a gente lia o gibizinho e se divertia um monte, não se importava se havia cortes de páginas, redimensionamento de quadros, se a editora juntava 2 histórias e fazia uma só… e quando acabava, lia de novo. Pois era o que tinha, nada de Playstation, Internet ou até TV a cabo. Mas vamos parar com a conversa de velho e voltemos ao gibi.

Temos aqui o primeiro grande encontro entre Marvel e DC. No livro “Pancadaria – Por Dentro do Épico Conflito Marvel vs. DC” (recomendo a leitura, é um bom livro) temos mais detalhes da produção desse encontro. Alguns destaques:

  • Stan Lee ficou receoso de aprovar o encontro, com medo de ajudar a alavancar as vendas da DC, uma vez que a revista Amazing Spider-Man era a mais vendida da Marvel na época.
  • Foi convencido por Roy Thomas, que disse que colocar o Aranha junto ao Super, iria elevar o personagem (uma vez que na época o Super era um dos três personagens mais conhecidos mundialmente. Os outros eram Sherlock Holmes e Tarzan).
  • A DC indicou Gerry Conway como escritor, pois ele já havia escrito os dois personagens. A mesma coisa do lado da Marvel, indicando Ross Andru, por ter desenhado ambos.
  • Tudo na edição tinha que ser equilibrado. Incluindo aparições de personagens e imagens de página inteira. Nem os universos dos heróis foram utilizados, a história acontece como se os ambos personagens existissem no mesmo universo, sabendo da existência um do outro, mas nunca haviam se encontrado.
  • Devido ao vai e vem das aprovações entre Marvel e DC, a revista levou 7 meses para ficar pronta. E custava absurdos 2 dólares, cerca de 8 vezes o valor de uma revista regular da época (lembrem-se, estamos falando de um lançamento de 1976).

E a história em si? Bom, ela é bem simples. Primeiro o Super prende Lex Luthor, que antes de ser derrotado consegue roubar um equipamento dos Laboratórios Delta. Depois temos a parte do Aranha, que derrota o Dr. Octopus. Coincidentemente os dois vão para a mesma prisão e são colocados em celas lado a lado.

O primeiro grande encontro…. de Vilões!

Eles decidem se unir e fogem. Em uma feira de tecnologia, os elencos de apoio acabam se encontrando (J. J. Jameson, Robbie Robertson, Mary Jane e Peter Parker pela Marvel e Morgan Edge, Lois Lane – aqui chamada de Miriam, coisa da época da Ebal creio eu, não me perguntem – e Clark Kent pela DC). Aqui o único destaque é o JJ, não temos muita ação, até que um Super-Homem (falso) aparece e caputra Lois e MJ. É a deixa para Peter e Clark assumirem as suas identidades secretas e o momento do grande encontro.

Finalmente o encontro dos heróis, quase na metade do gibi

Luthor lança um raio que simula um sol vermelho no Aranha para deixar as coisas mais equilibradas. A luta é rápida e os dois decidem unir forças para frustrar os planos da dupla de vilões e salvar MJ e Lois. No final, tudo dá certo, os vilões são derrotados o gibi termina com os casais Peter e MJ e Lois e Clark indo jantar por conta dos patrões.

Gibizinho simpático, nenhuma leitura de outro mundo. Mais que o encontro, que tem sua importância histórica e tudo o mais, acho que o JJ é o melhor do gibi. Vejam nas imagens a seguir.

Infelizmente esse gibi foi republicado apenas uma vez aqui no Brasil, pela mesma Abril, em 1989, numa coleçãozinha juntamente com Super x Aranha II, Batman x Hulk e X-Men x Novos Titãs (essa última também saiu em Grandes Heróis Marvel 09 – 1ª edição).

Espero que tenham gostado. Esse Review de Gibi Velho fica por aqui, até a próxima, amigos!

Avalie a matéria

Kleber Scatroplauer

Kleber "Scatroplauer" é fã do Aranha e acha o Chewbacca o maior personagem de Star Wars. Coleciona busões, gibis e cartinhas de Magic Gostaria de colecionar mais coisas, mas falta espaço e ele precisa manter o casamento.