Review – Amazing Spider-Man Omnibus by J. M. Straczynski Volume 2

Olá, amigos! Estamos de volta para mais um review de busão, desta vez do segundo volume do Strazas: Amazing Spider-Man Omnibus by J. M. Straczynski volume 2. O review do primeiro volume você já conferiu aqui (espero).

Capa do Busão

Com relação ao primeiro busão, achei inferior. As histórias são bacanas e tal, mas claramente o Strazas se ferrou: como o Aranha estava nos Vingadores, ele não pôde continuar com suas ideias, ou teve que adaptar no contexto de estar na equipe.

Pois vejam, o primeiro arco foi criado com o motivo de fazer com que Peter, MJ e Tia May fossem morar na Torre dos Vingadores. Tanto que a história só “anda” porque o Peter tem contato com o Stark. E no final da história, Stark chama Peter para ir morar na Torre.

“Vingaclones”

No segundo arco, temos o Aranha atuando junto com os Vingadores contra a Hidra e seus
“Vingaclones” (não tem esse nome no gibi, eu que inventei). Esse segundo arco é bacana, toda a dinâmica do Peter na Torre dos Vingadores é bem interessante, o romance Jarvis/Tia May, Wolverine xavecando a MJ, a estreia dela na peça e o “mini arco” que isso gera são bem legais. Curti os “Vingaclones” apesar de eles não terem lá muita importância na
história. Sei lá porque, mas me lembrou o Super Adaptóide e trouxe boas lembranças, de repente foi por isso.

Durante esses 2 arcos, Peter tem alguns momentos de fraqueza, até mesmo desmaia, e ao final do arco da Hidra, após ser exposto a diversas toxinas e fazer alguns exames, Peter fica preocupado se ele pode ter alguma doença, o que vai ser explorado no próximo arco.

Morlun acabando com o Aranha

Na sequência temos o arco “O Outro”. Na época em que foi lançado e saiu por aqui, eu achei um arco bem ruim. Relendo agora para fazer o review, já achei apenas OK. Tem lá seus momentos, mas também não é tudo isso. Na minha opinião, acredito que seria mais um passo do Aranha MYSTIKO E TOTEMYKO, mas não foi pra frente devido ao fato de que o Aranha teria uma participação importante no evento “Guerra Civil” e o Strazas não pôde continuar. A “morte” do Aranha seria mais um passo na sua evolução e aceitação dos novos poderes. Como destaques dessas histórias, temos o ataque de Morlun, que volta do nada, e dá um cacete no Aranha, mas acaba morrendo depois quando a parte “Aranha” toma o controle no momento que ele ataca MJ no hospital.

Também é interessante por mostrar que Tony Stark tem planos de contingência para preservar a identidade secreta dos heróis caso aconteça o pior. A desculpa do braço da MJ estar curado do nada depois que o Morlun o quebra é tão sem vergonha que é tratada como piada. Na verdade, os escritores esqueceram desse detalhe e só colocaram essa explicação porque os leitores ficaram enchendo o saco.

Explicação sem-vergonha.

Depois vem a participação do Aranha em “Guerra Civil”. Praticamente temos os bastidores da Guerra com o Aranha lidando com as consequências de apoiar o Stark e depois de mudar de lado, ao perceber que Stark estava fazendo coisas erradas, como prender quem não se registrou sem nenhum tipo de julgamento. Devido à revelação de sua identidade, o Aranha constantemente fugindo e se escondendo, o Rei do Crime descobre onde ele está e contrata um assassino para matá-lo, mas ele acaba por acertar a Tia May.

O que nos leva ao arco “Back in Black”. Aqui o Aranha está com sangue nos olhos atrás de quem foi o mandante do tiro que atingiu a Tia May, enquanto lida com o sentimento de culpa por se achar o responsável. O arco todo é o Aranha indo atrás de pistas e dizendo que vai matar o responsável. O Aranha descobre que foi o Rei do Crime, que está preso, e dá uma surra nele, prometendo que se a Tia May morrer, ele volta para terminar o serviço.

Só tapão na cara

Chegamos ao último arco “One More Day”, o famoso arco do “Pacto”. Esse arco gerou polêmica na época, devido ao fim do casamento de Peter e MJ e do “Pacto com o Demônio” em si. Strazas ficou irritado com a história e saiu no meio do arco, sendo que a última edição foi escrita por Joe Quesada.

Mefisto e as condições do pacto.

Nesse dois últimos arcos do busão, o gibi estava entrando numa fase, digamos, “depressiva” com o Peter/Aranha só se ferrando devido à Lei do Registro, fugindo de todo mundo, preocupado com a Tia May e MJ, além de não ter condições financeiras para pagar as contas do hospital onde Tia May está internada. Mefisto aparece oferecendo a chance de salvar a Tia May em troca de seu casamento. Após conversar com MJ os dois decidem aceitar os termos do pacto, e tudo volta ao “normal”.

Aqui, amigos, termina a fase do Strazas à frente do Aranha. Como falei anteriormente, acredito que várias coisas que ele queria fazer não pôde, devido a participação do Aranha em Guerra Civil e suas consequências. Comparando com o busão anterior, esse é inferior, mas não quer dizer que seja ruim. Pra mim, de ruim, RUIM mesmo só o arco do pacto. O editor Joe Quesada uniu o útil ao agradável ao ter essa idéia do pacto. Uma que ele já estava querendo acabar com o casamento por achar que ele envelhecia o Peter. Outra porque alguma coisa tinha que ser feita para dar um “reboot” no Aranha. O lance de revelar a identidade e fazer o Aranha um fugitivo, além da situação da Tia May, meio que deixou os editores num beco sem saída, pois não tinham muito pra onde correr. Então para esse lance do pacto era o que tinha prá hoje e assim ficou.

Com relação aos desenhos, tem suas escorregadas, pois os desenhistas das outras revistas do Aranha são bem fracos, mas na Amazing estamos bem servidos com o Deodato e Ron Garney.

De extras temos as edições The Other: Sketchbook e One More Day: Sketchbook, com estudos de personagens, algumas entrevistas e páginas do Handbook de Back in Black.
Como falei no review do Volume 1, essas histórias saíram todas pela Panini, e estão sendo
republicadas agora na Coleção Marvel Saga. Leia mais sobre essa coleção aqui.

Chegamos ao fim do review, amigos, até a próxima!

Avalie a matéria

Kleber Scatroplauer

Kleber "Scatroplauer" é fã do Aranha e acha o Chewbacca o maior personagem de Star Wars. Coleciona busões, gibis e cartinhas de Magic Gostaria de colecionar mais coisas, mas falta espaço e ele precisa manter o casamento.