Você precisa ver: 12 Heróis (2018)

As definições de “herói” no dicionário, dentre tantas existentes para a poderosa palavra, podem ser:

  • Aquele que é condecorado por suas ações corajosas, pelo seu caráter magnânimo, por comportamentos altruístas.
  • Quem é capaz de suportar situações adversas sem se abater.
  • Aquele que se distingue por seu valor ou por suas ações extraordinárias, principalmente por feitos brilhantes durante a guerra.

A grande verdade é que o ato de ser herói é algo que vem do coração e muitas vezes é motivada por ações que a própria razão desconhece. Nesse background, o filme “12 Heróis” (originalmente chamado “12 Strong”) é contado de uma maneira muito forte e comovente.

Lançado em 2018, o filme dirigido por Nicolai Fuglsig tem no seu cast como grande destaque o ator Chris Hemsworth, conhecido mundialmente por interpretar o personagem Thor nos filmes da Marvel Studios. Mostrando toda a sua versatilidade, ele interpreta o capitão Mitch Nelson, um verdadeiro patriota que comandaria uma missão praticamente suicida em uma missão no Afeganistão.

A história de “12 Heróis” começa com a triste cena do ataque ao World Trade Center nos Estados Unidos, evento que ficou conhecido como “11 de Setembro”. Com o caos e o pânico tomando conta no país, Mitch Nelson decide sair da sua aposentadoria dos campos de batalha e capitaneia uma tropa americana que combateu no Kwait e que estava prestes a ter o merecido descanso.

Não conformado com a sua posição dada a ele dentro de um escritório, Nelson decide “sujar as mãos” com o seu time e ir ao Afeganistão para combater o avanço talibã na região. Esse desafio naquele momento era imenso, pois era um time de 12 pessoas contra todo um exército inimigo. Mesmo sabendo de todo esse contexto, a missão foi devidamente aceita e a promessa de cumpri-la foi o grande motivador durante todo o tempo em atividade.

Com a ajuda de Abdul Rashid Dostum, chefe da aliança do norte, Nelson também tem como desafio se tornar um guerreiro por dentro, pois até então sua alma era de um soldado. Durante todo o filme, vemos a evolução pessoal dele e como suas estratégias vão acontecendo, para que a missão seja cumprida e todos os soldados possam voltar para casa sãos e salvos.

Em síntese, o filme tem uma mensagem com diversas camadas e isso é o que o torna especial. Muitas vezes, na nossa trajetória, temos que sair do nosso posto confortável e fazer o que precisa ser feito por um bem maior. Na vida, muitas vezes temos que deixar nossa família e amigos para entrar nas nossas guerras diárias e, por muitas vezes, elas podem soar impossíveis ou descabidas. Porém, algo muito forte dentro de nós, o nosso heroísmo, pode fazer com que superemos esses desafios e voltemos “para casa”; e é esse contexto o que mais inspira em “12 Heróis”.

Para muitos pode soar como uma propaganda americana de guerra, mas a verdade é que esse filme é uma alegoria perfeita de que todos somos heróis e que podemos, sim, ter atividades heroicas todos os dias de nossas vidas. E por isso, recomendo esse filme especialmente pelos tempos difíceis pelos quais passamos, pois talvez essa mensagem possa mudar seu destino.

O trailer do filme pode ser visto no vídeo abaixo.

Mantenha-se firme, sempre! PMA!

Avalie a matéria

Renan Rennxxx

Fã incondicional de quadrinhos dos anos 90 (maior década), colecionador de quadrinhos, LPs e Straight Edge desde 1987. Gibis no acrílico, pizza e Anaheim Ducks são outras paixões. PMA sempre!