Vingadores – Sem Rumo

Preciso informar que talvez tenhamos alguns spoilers no texto, ok?

Tá nas bancas e nas lojas virtuais os dois encadernados para a série VINGADORESSEM RUMO publicados pela editora Panini.

A série Vingadores – Sem Rumo é continuação direta do arco Vingadores – Sem Rendição, publicada por aqui nas edições 25 a 28 da revista mensal do grupo em sua encarnação de 100 páginas.

No arco Sem Rendição, o leitor é apresentado à heroína Viajante. Ao termino dessa aventura, personagens como Bruce Banner, Clint Barton, Hércules e Wanda estarão propositalmente posicionados por Mark Waid, escritor de ambas as sagas, para o início de VINGADORES – SEM RUMO.

Nyx, a deusa grega da noite, espalha as trevas por todo o universo. Ela extermina deuses e apaga as estrelas por onde passa. A Viajante, então, se vê incumbida de reunir um grupo de heróis para conter as investidas da deusa, que já chegaram ao nosso sistema solar.

Hércules, Gavião Arqueiro, Hulk, Rocket Raccoon, Feiticeira Escarlate, Espectro, Visão e mais um improvável personagem surpresa (que está ali em cima estampado na capa do vol. 2), se juntam para mais essa treta generalizada.

A saga é bem legal, nenhuma pretensão de se vender como algo mais importante do que apenas um gibi de super-heróis. Dá pra notar a preocupação de introduzir Conan na cronologia principal da Marvel. Existe uma ótima interação entre o Gavião Arqueiro e o Hulk após os eventos de Guerra Civil II (você sabe, nessa saga o Arqueiro matou Bruce Banner) e há uma nítida preocupação em se elevar o status do Hércules ao final da história.

Mas, malandro, é do Mark Waid que estamos falando.

Sem preparação nenhuma, justo quando você não esperaria mais nada do gibi, Waid nos estrega uma singela carta de amor à CASA DAS IDEIAS. Falar mais é estragar a surpresa, então vou apenas mostrar umas imagens que também farão isso, mas com muita classe:

A elegante solução para o problema passa pela própria trajetória da Marvel, e essa foi a frase mais nada a ver que eu consegui bolar para explicar tudo, mesmo não falando nada.

Waid surfa pela memória da editora, fazendo o leitor das antigas levar a mão ao peito numa repentina perda de fôlego; uma contagem de 30% destes leitores certamente irá marejar seus olhinhos já um tanto quanto cansados.

Gibi muito divertido, auto contido, com vários passagens “massa véio“, e é só isso que a gente quer mesmo.

Escrito pelo sensacional Mark Waid, em parceria com Jim Zub e Al Ewing, os dez números dessa série foram desenhados por Paco Medina e Sean Izaakse. Tá na banca perto da sua casa ou nesses links abaixo:

VINGADORES – SEM RUMO na Amazon

VINGADORES – SEM RUMO na loja virtual da Panini

Avalie a matéria