Vingadores Selvagens Vol. 1 – A Cidade das Foices!

Quando a Marvel recuperou a licença para publicar quadrinhos de Conan, que estava com a Dark Horse, muita gente especulou que isso poderia significar a volta da clássica publicação “Savage Sword of Conan”. O gibi, em preto-e-branco e formato magazine, foi um campeão de vendas tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil (onde, dizem, só não vendia mais do que a revista Veja).

Também não é à toa.

O que aconteceu, porém, foi mais surreal do que qualquer iniciativa anterior da Marvel com o personagem. Normalmente confinado à Era Hiboriana, Conan não interagia com o resto dos heróis da editora (salvo uma ou outra história “o que aconteceria se…”). Atualmente, tudo gira em torno dos Vingadores, então o roteirista Gerry Duggan e o desenhista Mike Deodato ficaram com a missão de criar uma equipe para o cimério – assim surgiu o título Selvagens Vingadores!

Só faltaram as Tartarugas Ninja aí – mas a Disney ainda não as comprou.

Claro que não basta colocar o bárbaro ao lado de Capitão América, Homem de Ferro e Thor – Duggan é um roteirista competente e não ia criar uma versão genérica dos Vingadores. O que ele faz é reunir a equipe mais violenta e improvável que lhe veio à mente, com Irmão Vodu, Justiceiro, Elektra, Wolverine e Venom – aqui cumprindo o papel que era do Homem-Aranha nos anos 90, ou seja, aparecer na capa pra ajudar a levantar as vendas graças à sua crescente popularidade. E não é que o gibi funciona?

É a nova era, tá com medo? Morcegona safada.

Após os eventos da saga “Vingadores: Sem Rumo”, Conan ficou preso na Terra Selvagem – um lugar que, pra ele, pode até parecer familiar. Aos poucos, ele cruza o caminho de outras figurinhas carimbadas do Universo Marvel e eles vão lentamente percebendo que uma conspiração está em curso. Para performar um ritual, o feiticeiro Kulan Gath precisa do sangue dos mais poderosos guerreiros que puder encontrar e isso nos brinda com páginas e mais páginas de combates sangrentos e pura genialidade. Os corpos da família de Frank Castle são desenterrados! Conan usa um simbionte como espada selvagem! E muito mais!

Imagina quando sair o filme.

Os pontos positivos desse lançamento da Panini são a escolha da capa (preferiram usar a de Savage Avengers #5 ao invés da #1) e o texto introdutório do editor Diogo Prado, que nos dá um bom panorama do que está por vir. De negativo, as páginas muito escuras – mas admito que não sei se é por conta da colorização original ou da impressão brasileira. De qualquer forma, Vingadores Selvagens é um dos melhores lançamentos do ano, um gibi divertido, mocorongo e brutal na medida certa! Mais do que isso, um gibi que faz jus à longa tradição de Conan na Marvel!

Você pode comprar Vingadores Selvagens Vol. 1 na Amazon ou na Panini!

Avalie a matéria

Raul Kuk o Mago Supremo

Raul Kuk - o Mago Supremo. Pai de uma Khaleesi, tutor de uma bruxa em corpo de gata.