Venda de gibis digitais da DC cresce 35% na quarentena

O Hollywood Reporter informou, com base nos relatórios da DC Comics, que a venda de revistas em quadrinhos digitais da editora cresceu cerca de 35% no período de fevereiro até abril.

Um dos gibis digitais mais lidos deste período

Os títulos mais populares em abril foram relacionados ao universo do Batman, com as primeiras edições de Batman: White Knight, de Sean Murphy, e The Batman Who Laughs, de Scott Snyder e Jock, liderando a lista das mais lidas do mês. Há de se de notar que ambos os títulos têm menos de dois anos, demonstrando que o consumidor tem uma fome por material recente – afinal o serviço de streaming do DC Universe abriga um invejável catalogo que remonta a oito décadas de conteúdo.

Parece que o investimento em uma estratégia ousada da DC está surtindo efeito e que, a leitura que outrora fizeram, de que um gibi digital seria muito bem aceito numa época de quarentena, estava correta. Afinal, há uma distinção clara do público consumidor de digitais e o de edições impressas, mas nesse momento, onde grande parte das lojas está fechada, eles precisam ter acesso a um conteúdo de forma segura e sadia.

Avalie a matéria

Puyol Miranda

Uma simples testemunha da humanidade, que presencia todos os dias as grandes maravilhas de Deus. Além de presenciar o mais lindo momento de uma etapa de crescimento, me tornar pai. Sou analista de ti, leitor de quadrinhos, decenauta convicto e amante da tecnologia.