Quarentena Musical – [Dia 77 e 78] – The Misfits – Walk Among Us e Earth A.D. / Wolfs Blood

Dentre todos os gêneros do punk, o horror punk é um dos mais conhecidos e queridos pelos fãs. E quando se fala no estilo, a primeira banda que vem na cabeça são os Misfits, banda clássica com mais de quatro décadas de atividade.

A banda foi formada em 1977 por Glenn Danzig, em New Jersey, tocando um punk rock com temáticas violentas e mórbidas, influenciadas por filmes e quadrinhos de terror e ficção científica. A banda adquire destaque na cena com o seu som e visual focado nos temas de suas composições, assim se tornando os reis do horror punk.

Durante o fim dos anos 70 e os primeiros anos da década de 80, a banda engata uma sequência ótima de EPs e apenas em 1982 lança seu primeiro disco completo de estúdio, “Walk Among Us”, um dos maiores clássicos do rock de todos os tempos.

Embora a banda já tivesse gravado dois discos antes de “Walk Among Us” (“Static Age” e “12 Hits From Hell”), nenhum desses discos foi lançado na época, na extensa e confusa discografia da banda. Durante anos, os dois discos não lançados foram objeto de grande desejo dos fãs, mas felizmente ambos acabaram sendo lançados entre o final dos anos 90 e o começo dos anos 2000.

Em “Walk Among Us” temos uma banda de punk rock muito boa com um excepcional vocalista. O grande diferencial dos Misfits para as demais bandas punk da época é com certeza Danzig, que introduzia os vocais com muita personalidade e qualidade. Aqui temos uma chuva de músicas que todo bom punk que se preze tenha cantado alguma vez na vida, como “20 Eyes”, “I Turned into a Martian”,  “Hatebreeders”, “Night of the Living Dead”, “Skulls”, “Violent World” e “Astro Zombies”.

Com certeza “Walk Among Us” é um dos discos mais importantes para o movimento punk e serviu de influência para muitas bandas dos anos 90 em uma nova onda do punk rock, se tornando um dos discos mais queridos e indiscutíveis do gênero.

A sequência desse álbum é lançado de maneira póstuma, no final de 1983 com o nome de “Earth A.D / Wolfs Blood”. O disco é diferente do anterior, muito mais rápido e pesado. As letras também não ficaram para trás e além da temática de horror, também foram acrescentadas letras com temas demoníacos. Com uma grande influência do hardcore punk, a banda grava outro disco que figura entre os mais interessantes e que serve de base para muitas bandas de thrash metal como influência para seus primeiros álbuns.

Em “Earth A.D.” temos um crossover de horror punk com hardcore de uma maneira memorável. A banda inova com uma instrumental muito agressiva e acerta em muitas músicas que se tornaram hits como “Green Hell” que foi regravado pelo Metallica em uma famosa versão com “Last Caress”; também são destaques “Earth A.D.”, “Devilock”, “Death Comes Ripping”, “Wolfs Blood” e “Hellhound”.

Infelizmente esse é o último disco de estúdio gravado por Danzig na banda, que após “Earth A.D.” se dedica a outros projetos musicais e sua carreira solo. A banda retornaria às atividades nos anos 90 com outro vocal e lançaria discos muito bons que tiveram bons feedbacks na mídia especializada. Em algum momento iremos comentá-los também.

Tanto “Walk Among Us” como “Earth A.D.” são obras que estavam muito à frente do seu tempo e são totalmente espetaculares, que merecem serem revisitadas sempre que possível. São dois discos mais que recomendados para qualquer coleção de discos de rock em geral.

Você pode encontrar ambos os discos nas plataformas digitais para curtir sem nenhuma moderação.

O Popsfera homenageia com esse post o ex baterista Joey Image que faleceu no primeiro dia do mês de junho. RIP.

Voltamos amanhã pessoal. PMA!

.

Avalie a matéria

Renan Rennxxx

Fã incondicional de quadrinhos dos anos 90 (maior década), colecionador de quadrinhos, LPs e Straight Edge desde 1987. Gibis no acrílico, pizza e Anaheim Ducks são outras paixões. PMA sempre!