Quarentena Musical – [Dia 146] – Extortion – Degenerate

A Austrália tem ótimas bandas dentro do cenário rock e isso não é nenhuma novidade. Mas o fato é que quando se trata de música extrema, eles também estão bem representados. Dentro do cenário underground, uma das bandas que mais fez barulho (literalmente) e chamou atenção desse público consumidor nos anos 2000 foi o Extortion.

Nascendo em 2005 em Perth, Western Australia e muito atuante na cena musical alternativa no país, o Extortion chama atenção pela brutalidade que estão representadas as suas músicas e identidade visual como grande mente por trás disso o seu vocalista, Rohan Harrison.

Com um som que recorda as grandes bandas de hardcore agressivo e powerviolence da segunda metade de 80 e anos 90 como Infest, Capitalist Casualties, Siege, Negative FX e No Comment, os caras mandam muito bem em sua discografia violenta e impactante.

Após uma demo em 2005, seu primeiro álbum chamado ˜Degenerate˜ sai no ano seguinte pela gravadora Deep Six Records e é tudo que um fã de música porrada gostaria de ter em um álbum.

Com 14 músicas brutais em 13 minutos, não há muito o que dizer além de que “Degenerate” é uma obra que não é para qualquer um. Além de rápido e agressivo, os vocais berrados casam muito bem com a proposta e só podemos agradecer pelo Extortion existir. Alguns destaques vão para “Arson”, “Lose Control”, “The Beginning of the End”, “Get Fucked”, “Degenerate”, “Life Under Lies”, “No Such Luck”, “Curb Crawl”, “4 Outta 5” e “Windows”.

Para fãs de um hardcore extremo, prazer… EXTORTION!

Você pode ouvir esse disco nas principais plataformas digitais.

E amanhã mais uma indicação. PMA!

Avalie a matéria

Renan Rennxxx

Fã incondicional de quadrinhos dos anos 90 (maior década), colecionador de quadrinhos, LPs e Straight Edge desde 1987. Gibis no acrílico, pizza e Anaheim Ducks são outras paixões. PMA sempre!