Quarentena Musical – [Dia 143] – Satanic Surfers – Unconsciously Confined

A Suécia (e outros países escandinavos) são muito conhecidos principalmente pela cena metal muito forte e presente na cultura mundial. Porém, o hardcore se estabeleceu pela influência norte americana desde os anos 80.

Com a virada para a década seguinte e o revival para o punk rock, surgiram muitas bandas com esse viés mais melódico, muitas com essa característica de instrumental veloz e vocal bem afinado.

Como é um assunto que sempre rende bastante, a Quarentena Musical vai comentar uma sequência três grupos desse estilo que ganharam o mundo com essa pegada que é tão querida pelos fãs. A primeira banda é o Satanic Surfers, grupo sueco que nasceu na cidade de Lund, Scania em 1989.

Conhecida por constantes mudanças na sua formação, os caras demoram quatro anos para gravar o seu primeiro EP, o clássico “Skate to Hell”, que abriu de forma impressionante os horizontes e direcionamento da banda. Nos próximos anos os caras se consolidam como um dos expoentes do hardcore melódico / skate punk desde seu ótimo debut “Hero of Our Time” em 1996, “666 Motor Inn” em 1997, “Going Nowhere Fast” em 1999, “Fragments and Fractions” em 2000 e finalmente o magnífico “Unconsciously Confined” em 2002, lançado pela Hopeless Records nos Estados Unidos e Bad Taste na Suécia.

Se pudesse definir “Unconsciously Confined” em uma palavra, essa seria “agradável”. Sim, o quinto disco do Satanic Surfers soa muito bem e é muito acessível, sendo uma ótima porta de entrada para novos adeptos do gênero. Além de uma gravação de alta qualidade, mixagem e arranjos, tudo soa perfeito e ao mesmo tempo ainda tem aquela pegada de um disco de hardcore.

Com 13 faixas em 26 minutos, temos um registro apaixonante e marcante demais, soando mesmo após 18 anos como moderno e empolgante. Faixas como “Forfeiture”, “Thoughts, Words, Action”, “4 A.M.”, “PC = Potential Criminal”, a sequência “Bittersweet” e The Sing-Along Summer-Song (minhas favoritas), “State of Conformity”, “Aim To Please?”, “Pecan Pie” (outra música matadora) e “Diversity”.

Em “Unconsciously Confined” o Satanic Surfers acerta em cheio com um disco maravilhoso que tem pegada e muita melodia, além de letras com mensagens importantes. Com certeza, um dos mais interessantes álbuns dos anos 2000 registrando a ótima fase da banda.

Você pode ouvir esse disco nas principais plataformas digitais.

E amanhã voltamos para mais música sueca! PMA!

Avalie a matéria

Renan Rennxxx

Fã incondicional de quadrinhos dos anos 90 (maior década), colecionador de quadrinhos, LPs e Straight Edge desde 1987. Gibis no acrílico, pizza e Anaheim Ducks são outras paixões. PMA sempre!