Quarentena Musical – [Dia 110] – The Ataris – Blue Skies, Broken Hearts…Next 12 Exits

No fim dos anos 90 tinham algumas bandas que eram unanimidade entre os fãs do hardcore melódico. Bandas que você era meio que “obrigado” a gostar pois todo mundo gostava. E em muitos casos realmente eram nomes indiscutíveis e o The Ataris sempre figurou nessa categoria de grandes grupos dessa geração.

O The Ataris foi formado no ano de 1996 em Anderson, Indiana. Em um primeiro momento a banda apostava em um pop punk muito famoso naquela época, nos moldes de bandas como Blink 182 e Green Day que eram grandes nomes do estilo. No ano seguinte a banda lança seu primeiro álbum, chamado “Anywhere But Here” pela Kung Fu Records, gravadora de Joe Escalante, baixista da clássica banda The Vandals. Nessa parceria a banda também lança o seu segundo álbum completo que coloca a banda em outro patamar no mundo underground, chamado “Blue Skies, Broken Hearts…Next 12 Exits” lançado em abril de 1999.

Em “Blue Skies”, a banda evolui o seu som adicionando um pouco de hardcore melódico e emo ao seu pop punk, tornando um disco repleto de clássicos da banda e de um momento de grande relevância para bandas que tocavam com essas características. Produzido por Joey Cape, conhecido por seus diversos projetos e pelos vocais da seminal banda Lagwagon, o disco é gravado na Califórnia e tem uma vibe muito forte de bandas da região, mas sem perder as características da banda registradas no disco anterior.

Sem dúvidas o maior single da obra é “San Dimas High School Football Rules”, música que foi muito tocada no circuito underground e que é sempre lembrada como um dos maiores hits dos caras. Além dela, “1*15*96” , “Your Boyfriend Sucks”, “I Won’t Spend Another Night Alone”, “Angry Nerd Rock”, “The Last Song I Will Ever Write About a Girl”, “Choices”, “Better Way” e “My Hotel Year” são ótimas composições e também são muito queridas entre os fãs da banda, sempre lembrada nos checklists desde então.

Com letras pessoais abordando relacionamentos, garotas e situações cotidianas o The Ataris evoluiu muito em “Blue Skies” e se tornou uma das grandes bandas daquele momento, com uma série de músicas que são muito boas e tem uma personalidade própria muito impactante, seja pelos ótimos vocais de Kris Roe ou pela instrumental muito bem encaixada da banda como um todo.

Você pode ouvir esse álbum nas principais plataformas digitais.

E amanhã mais uma indicação bacana! PMA!

Avalie a matéria

Renan Rennxxx

Fã incondicional de quadrinhos dos anos 90 (maior década), colecionador de quadrinhos, LPs e Straight Edge desde 1987. Gibis no acrílico, pizza e Anaheim Ducks são outras paixões. PMA sempre!