Interlúdio Farofa – Sunset Strip!

Antes de falarmos sobre o próximo album farofa, precisamos falar da Sunset Strip. A Sunset Strip é um trecho de aproximadamente cinco quarteirões da Sunset Boulevard, uma das maiores e mais famosas avenidas da cidade de Los Angeles. Mas, por algum motivo geográfico que não consegui identificar, quando aquele trecho foi loteado na formação da cidade de Los Angeles e seus condados no final do Século XIX, ele acabou demarcado em um território que depois se percebeu que ficava fora da jurisdição da polícia de Los Angeles e, ao mesmo tempo, fora da jurisdição do Condado de Los Angeles e da polícia de West Hollywood.

Assim, na década de 1920, aquele era um lugar onde os ricos iam jogar e beber, justamente pela falta de fiscalização. Com a Lei Seca, mais pessoas começaram a frequentar o lugar, principalmente estrelas de Hollywood. A fama do local se espalhava e, a partir das décadas de 40 e 50, os turistas eram tantos que começaram a ser construídos hotéis por lá, enquanto a cidade vivia franca expansão, com o sucesso da indústria do entretenimento. Nos anos 60, as estrelas do rock começaram a se hospedar e alguns até a morar naqueles hotéis. A vida noturna crescia cada vez mais e a região era praticamente tomada pelos hotéis, casas noturnas de shows e bares. Claro que a vinda dos astros e seu estilo de vida de sexo, drogas e rock’n roll trouxe ao local muitas groupies, muitas prostitutas, traficantes de droga e cada vez mais jovens que pretendiam assistir o The Dorrs no Roxy e depois comer uma pizza no Rainbow ao lado de David Lee Roth, por exemplo.

No final dos anos 70 era possível dizer que todo mundo na Sunset Strip tinha uma banda. Muito punk, muito rock, muito new wave. Se você frequentasse a Tower (principal loja de discos do local), você não apenas poderia procurar seus discos esbarrando em estrelas como Elton John ou Steven Tyler, como também seria atendido por jovens e então desconhecidos como Axl Rose, Slash, entre outros. E, claro, todos eles arrumariam uma oportunidade de colocar seus fliers dentro das sacolas, anunciando que tocariam em determinado bar à noite. A Strip era um verdadeiro celeiro de bandas, revelando novos músicos a cada semana, com bandas nascendo e se transformado a cada mês, todos em busca da química que os impulsionaria ao estrelato. Havia cerca de uma dezena de casas noturnas que exibiam show de rock. As mais famosas eram a Whisky a Go-Go e o Roxy (que pertenciam a donos de gravadoras) além do Rainbow (quase todas as bandas gravaram pelo menos um video usando o Rainbow), o Gazzarri’s, o Starwood, o Troubadour, etc. Praticamente toda noite, pelo menos uma das trocentas bandas de punk e rock estaria tocando em um destes lugares. Nos finais de semana, haviam bandas em todos estes lugares ao mesmo tempo! E mais: nos finais de semana era comum tocarem até três bandas no mesmo local, o que obrigava os músicos a se superarem naquela janela de 50 a 70 minutos de show para chamarem a atenção.

Todo mundo se conhecia na Strip, principalmente os músicos. A Sunset Strip é fundamental nesta viagem pelo rock farofa porque mais da metade das bandas da época foram reveladas nos nightclubs da Sunset Strip. Ou eram da região ou vinham de outros lugares procurando espaço ali para terem visibilidade.

Infelizmente, na segunda metade da década de 80, os comerciantes e conservadores locais conseguiram que toda aquela região passasse a fazer parte oficialmente da Prefeitura de West Hollywood. E isto significou que a polícia passou a se fazer mais presente, os aluguéis e impostos subiram de preço e alvarás de funcionamento ficaram cada vez mais difíceis de serem obtidos. A maior parte da frequência – jovens sem trabalho e sem dinheiro – não conseguiam mais se manter na consumação mais caras de bares e shows, os traficantes e seus viciados sumiam, as prostitutas tinham mais dificuldade em ocupar os quartos de hotéis com seus rockstars. A ilha da fantasia acabou.

Quando o grunge surgiu na década de 90, o rock e o punk sumiram de vez da Strip e hoje temos uma vizinhança completamente diferente naquele local, com novos hotéis, novos restaurantes, mais iluminação e um ambiente muito mais familiar e silencioso do que o de 40 anos atrás.

Na próxima Farofa de Domingo, vamos dar espaço à primeira banda de rock farofa revelada na Sunset Strip a realmente fazer sucesso. Esteja aqui amanhã pra conferir!

Avalie a matéria