FIM DOS LANTERNAS VERDES. MORRISON E BLACKSTARS!

Caro popnauta, trago novidades.

A principio você pode se sentir decepcionado e até um pouco triste, mas voltará a sentir a alegria no coração. Por que? Vejamos, a DC anunciou o fim de Green Lantern de Grant Morrison e Liam Sharp na edição 12. O que seria motivo de tristeza, logo mudou. Pois, foi anunciado que a fase Morrinsoniana continua firme e forte numa mini-série nomeada de Blackstars.

E uma postagem do Liam Sharp retwitando esta postagem, valida uma sinergia unica na equipe que desenvolveu a serie do Lanterna verde.

E o mesmo Liam Sharp afirmou no Newsarama que as 12 edições de Green Lantern com Morrison fazem parte de uma espécie de 1a temporada. Logo podemos aguardar outras temporadas da dupla.

Por enquanto fique com a arte do Xermanico na Mulher Maravilha e avalie a arte.

O plot de Blackstars? Morrison levou a tropa tão ao limite, que ela nao existe. Ou nunca existiu. O mistério de Blackstars na verdade começa com o final do Morrison no atual arco de Lanterna Verde do artista Liam Sharp, previsto para outubro, que de alguma forma levará todos os Lanternas Verdes da galáxia aparentemente a serem apagados da história.

Hal Jordan, sempre ele

Em um comunicado a imprensa, Morrison explicou que, embora os Lanternas Verdes tenham sumido, Hal Jordan se levantará como um membro dos Blackstars. Aliás, não somente um membro Blackstar, mas um membro de elite. Sempre o Jordan né?

A bela arte de Xermanico

O conceito de um culto de policiais fascistas no espaço é muito interessante, porque há uma chance de que os Blackstars possam acabar explorando algumas ideias muito atuais, sobre como fascistas fazem o seu caminho para uma aplicação severa da lei.

Bem atual, não é amigo? Fique ligado para mais novidades no seu querido Popsfera.


Avalie a matéria

Puyol Miranda

Uma simples testemunha da humanidade, que presencia todos os dias as grandes maravilhas de Deus. Além de presenciar o mais lindo momento de uma etapa de crescimento, me tornar pai. Sou analista de ti, leitor de quadrinhos, decenauta convicto e amante da tecnologia.