DC FILMS CAMINHANDO FIRME NA RUA DE TIJOLOS AMARELOS

A Variety fez uma análise bem extensa dos caminhos que a DC Films está trilhando, e ao que tudo indica estão bem direcionados. E creditam todo esse bom direcionamento à contratação de Walter Hamada da New Line em 2018, que tem trabalhado diretamente com Toby Emmerich, o chefe de cinema da Warner.

E na verdade há motivos para comemorar. Mesmo que muitos não concordem com a abordagem de filmes como Shazam ou de Joker do Joaquim Phoenix, eles mantiveram uma saudável margem de lucro com ótima recepção da critica especializada.

Shazam, custou muito pouco para os padrões de filmes de heróis, e por ser um personagem muito pouco utilizado na mídia (apesar de ter tido uma serie nos anos 70, foi muito mais utilizado nas animações), trouxe bastante retorno das bilheterias e bastante elogios da crítica por ser um filme alegre, divertido e bem família.

Joker abraçou uma proposta inusitada de filme com uma história de origem de vilão completamente à parte dos quadrinhos. Sendo uma visão que pode ser comparada a um filme de arte. A película foi muito elogiada pela crítica especializada e público, conseguindo alcançar um feito e tanto, que foi alcançar a marca do bilhão para um filme de censura R.

E com tudo isso e associados à ótima recepção de Aquaman, que também alcançou o aguardado bilhão, a Warner engatilhou uma série de filmes de heróis que pode surpreender em 2020.

Filmes como “Wonder Woman 1984″ e ” Birds of Prey ” certamente alcançarão sucesso por abordar uma fatia muito reconhecida no mercado atualmente, que é o emponderamento feminino. Mulher-Maravilha sempre foi uma ícone pop, mas a personagem interpretada pela Gal Gadot alcançou níveis de popularidade absurda. E seria burrice a Warner não investir nesse filão. O mesmo pode-se dizer da Arlequina de Margot Robbie , que foi alçada a ídolo máxima dos cosplays.

Não custa salientar que esse é um relatório analítico do site Variety e não informações precisas da Warner ou DC Films. Mais vamos ao que interessa:

SUPERMAN BLACK

Maior presidente da historia

Sinceramente? Acredito que nem a Warner sabe o que fazer com Superman. Nos últimos anos tentou emplacar uma continuação do Superman do Reeve através de Superman – O Retorno de Bryan Singer, depois fez um reboot com o Superman do Zack Snyder. Mas depois de problemas com a produção de Liga da Justiça, demitiu o visionário diretor, contratando um tapa-buracos (leia-se Joss Whedon), que mudou tanto a proposta original, que tornou a película em um filme sem alma e carente de uma história forte.

E assim prossegue nosso amado Superman, na esperança que a snydercut de Liga da Justiça venha para assim poder ter sua alma lavada.

Mas nem tudo são falsas esperanças, com a ida da Bad Robot para a Warner, realmente há conversas do estúdio com J.J. Abrams para que ele reinicie a franquia do Superman. Mas são tantos rumores lançados na internet que não se torna confiável esse direcionamento.

Mas realmente houve uma reunião com Michael B. Jordan, o grande astro de Quarteto Fantástico de Josh Trank e da franquia Creed, no começo deste ano, com o estudio. A ideia era desenvolver a visão do ator para uma versão do Superman. Seria uma tentativa de emplacar o presidente Calvin Ellis? Não sabemos. Mas podemos destacar que Michael não está com agenda livre para um filme que não tem data para sair. Afinal não tem diretor, roteirista e nem sequer produtor. Apenas algumas ideias. Logo, dificilmente um filme do Superman saia antes de 2023.

FILME DO BATMAN COM UMA SÉRIE DE SPIN-OFFS

Esse fará falta

A esta altura, você, caro leitor, já deve saber que um filme do Batman está sendo produzido, certo? Dirigido por Matt Reeves, e com Robert Pattinson atuando como Batman/Bruce Wayne. Ao que tudo indica o filme terá participações especiais de vários vilões, dentre eles: Charada (Paul Dano), Pinguim (Colin Farrell está muito bem cotado para o papel), Mulher-Gato (Zoe Kravitz) e Carmine Falcone (John Turturro). Com isso, se a abordagem nova fizer sucesso, a DC Films fará uma série de spin-offs até mesmo com vilões à frente dos filmes. Afinal, se Joker mostrou algo esse ano, é que o povo curte vilões, certo? Essa foi a leitura interpretativa do estúdio frente a seu público. Então pode ser que venha uma chuva de filmes solo de vilões. E isso justificaria tanto ator famoso fazendo pontas em The Batman.

FILME DO LANTERNA-VERDE

Geoff Johns não desiste, mesmo depois desse retumbante FRACASSO

“Lanterna Verde” continua sendo uma prioridade da Warner, apesar do filme de 2011 ter sido um desastre comercial de proporções épicas. Geoff Johns, o mesmo roteirista do primeiro filme, está entregando um roteiro no final do ano. O projeto pode ser apresentado a Abrams e Bad Robot para ver se a empresa estaria interessada em produzir a imagem. No entanto, Greg Berlanti, outro grande talento do elenco da Warner, está em parceria com Johns em um programa de televisão “Lanterna Verde”, que será gerenciado pelo serviço de streaming da HBO. Especula-se que o relacionamento possa levar ao envolvimento dele em um longa-metragem. Mas realmente quem sabe? Uma hora a HBO libera informações de que vai realizar um filme do Lanterna, outra hora dizem que a chama de Johns esta viva e ele pretende relançar a franquia.

Warner e HBO, um pouco de organização na casa, ajudaria muito seu público a entender o que vocês realmente querem.

FILME DO FLASH, VAI OU RACHA?

Pior Flash? Sim ou com certeza.

Entre idas e vindas de diretores, roteiristas, produtores, parece que o filme do Flash está saindo da prancheta do desenvolvimento.

Warner e DC Films, por incrível que possa parecer, ainda acreditam na interpretação esperta de Ezra Miller sobre o Flash e estão desenvolvendo um filme independente e baseado (ou seja, entendemos que será totalmente diferente dos quadrinhos, mas é provável que tenha o mesmo visual do que apareceu na Liga da Justiça) no personagem. 

A DC contratou o diretor Andy Muschietti para supervisionar o filme e contratou Christina Hodson (“Bumblebee”) para escrever o roteiro. Infelizmente o filme do Flash não poderá ser iniciado até que Miller termine o trabalho no próximo filme de “ Animais Fantásticos ”, o que significa que é improvável que as filmagens comecem até 2021.

AQUAMAN, REI DOS MARES: AINDA ESTÁ NO RADAR DA WARNER FAZER SUA CONTINUAÇÃO??

A warner acha que sim. Portanto ao que parece a DC também está procurando capitalizar o sucesso de bilheteria de “Aquaman” com um spin-off bem diferente.

O estúdio atualmente está à procura de um diretor para “The Trench”, um spinoff sobre um grupo de criaturas submarinas cruéis que desempenharam um papel bem coadjuvante em “Aquaman”. No próximo filme, centrado no rei da Atlântida de Jason Momoa, espera-se que James Wan comece a filmar no início de 2021.

BATGIRL, AINDA CUSTA SONHAR ?

Do extenso relatório da Variety, poucas palavras foram ditas sobre este projeto que infelizmente desandou depois do fracasso de Liga da Justiça do Joss Whedon. Mas informaram que Christina Hodson, após concluir os roteiros de Flash, irá escrever um para “Batgirl” . Isso não quer dizer que farão um filme, obviamente, mas sim que há um interesse do estúdio em aproveitar a vibe feminina nas telonas.

MAIS FILMES R-RATED (CENSURA +18 ANOS NOS ESTADOS UNIDOS)

SELO DC BLACK VEIO COM TUDO

Se você pensa que com o sucesso de Joker, a Warner não estaria investindo pesado em mais filmes com esta censura, você esta errado.

Seria influencia da DC Black Label? Talvez…

O selo DC Black veio pra ficar e dele sairão muitos filmes com censura alta.

Para Hamada e Emerich, o bilhão do Joker significa que o público quer mais filmes com censura alta, muita violência e com muitos vilões. Então espere filmes do Lex Luthor, Arraia Negra, Duas Caras e muito mais.

“Joker” se tornou o primeiro lançamento da DC a receber uma classificação R, mas não será o último. Espera-se também que “Birds of Prey” obtenha uma classificação semelhante e os especialistas prevêem que a próxima sequência de Esquadrão Suicida de James Gunn também sejá classificada como R. 

Aonde um filme desses se insere uma censura R?

Só gostaria de entender onde Birds of prey se encaixaria numa classificação R, mas vai entender esses produtores né?

No mais é isso. Acho que abordei as principais vias que a DC Films está trilhando e também acredito que, com isso, ela possa estar criando sua própria identidade nos cinemas. E isso é bom para todos nós, pois não ficamos presos a um único estúdio que explora a sua fórmula de sucesso até a última gota da bagaça da laranja. Ter opções é muito bom. E que o mercado continue heterogêneo e com infinitas possibilidades.

Avalie a matéria

Puyol Miranda

Uma simples testemunha da humanidade, que presencia todos os dias as grandes maravilhas de Deus. Além de presenciar o mais lindo momento de uma etapa de crescimento, me tornar pai. Sou analista de ti, leitor de quadrinhos, decenauta convicto e amante da tecnologia.