DC Comics publicará mais lendas do Multiverso Sombrio

Em novembro a DC Comics retoma a publicação dos Contos do Multiverso Sombrio, que continuará seguindo a temática de adaptar as maiores histórias da DC moldadas pelo tom do Dark Multiverse de Scott Snyder.

Desta vez as histórias que serão adaptadas são:

Silêncio, originalmente escrita por Jeph Loeb e desenhada por Jim Lee na mensal do Batman;

Flashpoint, que foi usada oportunamente para rebootar o universo DC e dela nasceu os Novos 52. O crossover originalmente foi escrito por Geoff Johns e desenhado por Andy Kubert.

Tempus Fuginaut

Os dois especiais anunciados serão: Tales From the Dark Multiverse – Flashpoint, escrito e desenhado por Bryan Hitch e Tales From the Dark Multiverse – Batman: Hush que terá uma equipe de muita qualidade encabeçada pelo escritor Phillip Kennedy Johnson (recém-saído de Empyre: Capitão América na Marvel) e do artista Dexter Soy. Ambas as edições terão capas de David Marquez.

A sinopse de Tales From the Dark Multiverse – Flashpoint diz o seguinte:

“Partindo dos eventos de um mundo em que uma única escolha do Flash afetou todo o Universo DC, descubra o que teria acontecido se Barry Allen não tivesse consertado as coisas”.

Tales from the Dark Multiverse – Flashpoint chega às bancas e plataformas digitais no dia 17 de novembro.

“Nesta versão do conto clássico, o escritor Phillip Kennedy Johnson e o artista Dexter Soy levantam a questão: e se Tommy Ellitot tivesse arruinado a vida de Bruce Wayne quando eles eram crianças?”, diz a descrição oficial da DC sobre Tales From the Dark Multiverse: Hush.

Tales from the Dark Multiverse: Hush chega às bancas e plataformas digitais no dia 3 de novembro.

Ansioso para ler estes contos do Multiverso Sombrio caro leitor? Nós também. Fique conosco que teremos novidades em breve sobre essa literatura fantástica.

Avalie a matéria

Puyol Miranda

Uma simples testemunha da humanidade, que presencia todos os dias as grandes maravilhas de Deus. Além de presenciar o mais lindo momento de uma etapa de crescimento, me tornar pai. Sou analista de ti, leitor de quadrinhos, decenauta convicto e amante da tecnologia.