Conheça os Novos Guerreiros da geração Z

O termo Geração Z vem de uma definição sociológica que tenta mensurar as pessoas nascidas na metade dos anos 90 até o início de 2010. Ou seja, compõem um seleto grupo de pessoas que simbolizam sua época que, ao contrário da Geração X que não tinha internet e cujas tecnologias mais avançadas eram uma tv ou walkman, ou ainda Geração Y, que se iniciou já na transição tecnológica, a geração atual vive imersa na internet e usa muitos gadgets no seu dia-a-dia. E a Marvel agora está focando nesta geração ao retornar com o grupo adolescentes New Warriors.

Segundo o escritor Daniel Kibblesmith, indicado ao Emmy quatro vezes por escrever THE LATE SHOW, ele colocará no novo gibi o melhor dos Novos Guerreiros escrito nas décadas de 90 e 2000, com novos integrantes que mostrem um pouco do que a geração atual tem a oferecer. As histórias trarão temas do cotidiano como bullying na escola, preconceito e tecnologia, sobrepondo o modo de viver e etc. Vemos muito disso na descrição dos novos personagens do grupo:

Trailblazer

Gordelícia com a bolsa do gato Félix

Uma adolescente comum com seus dilemas e que não possui poderes mas carrega uma “mochila mágica”. Na verdade, a mochila é uma entrada para outra dimensão, da qual ela pode retirar objetos úteis ou aleatórios pois nem sempre ela está sob seu controle. Ela afirma obter seu poder de Deus, mas não é o “Deus” em que você está pensando.

“Trailblazer quer ajudar as pessoas, mas ela não se considera uma super-heroína (ainda!)”

Screentime

“Kid internet”

Um adolescente obcecado por memes de internet que ganha poderes ao ser exposto a um gás experimental desenvolvido por seu avô. Agora ele é o garoto internet, afinal toda a rede passa por sua cabeça.

“A palavra ‘tempo de tela’ só é usada em um sentido restritivo, e porque estamos fazendo uma história sobre adolescentes rebeldes, muitos dos nomes [dos personagens] são sobre adolescentes lutando contra rótulos que são colocados neles. Então, com o Screentime, gostamos da ideia de que ele tem um tempo infinito de tela.”

Snowflake e Safespace

Floquinho e Espaço seguro

São como gêmeos psíquicos. Snowflake é uma criocinética que pode materializar projéteis em forma de flocos de neve para arremessar. Safespace pode materializar campos de força de cor rosa, mas não funciona para se proteger, somente para proteger os outros.

“Eles estão hiper conscientes e inseridos na cultura e ótica moderna, e veem seus super-heróis como “uma meditação pós-irônica sobre o uso da violência para combater o bullying”.

“[Snowflake e Safespace] são muito parecidos com o Screentime; é essa a ideia de que são termos que são lançados na internet, que eles não veem como depreciativos. [Eles] usam essas palavras e as usam como distintivos de honra … Floco de neve é ​​a pessoa que tem o poder mais ofensivo, e Safespace é a pessoa que tem o poder mais defensivo. A ideia é que eles se espelhem e se complementem. “

B-Negativo

“Morbius Junior”

É uma especie de Morbius Junior, o adolescente “vampiro vivo”. Este jovem foi exposto ao sangue de Michael Morbius quando criança em um procedimento médico incomum, mas que salvou sua vida. Ele ainda envelhece como uma criança normal, mas tem todas as habilidades de Morbius. Ele também é obcecado por música, atitude e cultura dos anos 90 e 2000. “O mundo é um vampiro … e eu também.”

Geração antiga de Novos Guerreiros que conquistaram o público

Esses novos garotos serão liderados pela geração anterior de Novos Guerreiros. Portanto, teremos a presença dos personagens clássicos, Speedball, Silhouette, Namorita, Rage, Firestar e Night Trasher para fazer a melhor introdução possível a estes novos garotos. Provavelmente teremos muitos conflitos de gerações, mas a verdade é uma só: há um novo gibi forte dos Novos Guerreiros, atual, com potencial para gerar debates e ser relevante atualmente.

New Warrios #01 com roteiros de Daniel Kibblesmith e arte de Luciano Vecchio chega ás bancas americanas e no Comixology no dia 16 de abril. Fique ligado no Popsfera para mais detalhes do que parece ser um gibi divisor de águas deste ano.

Avalie a matéria

Puyol Miranda

Uma simples testemunha da humanidade, que presencia todos os dias as grandes maravilhas de Deus. Além de presenciar o mais lindo momento de uma etapa de crescimento, me tornar pai. Sou analista de ti, leitor de quadrinhos, decenauta convicto e amante da tecnologia.