COMIKET – evento japonês sobre mangá e dojinshi

A edição de inverno do Comiket, evento bianual também conhecido como Comic Market, um dos maiores eventos relacionados a mangás do Japão, acontece agora, entre os dias 28 e 31 de dezembro, no Tokyo Big Sight. A entrada é gratuita, mas os organizadores recomendam que você compre o catálogo de eventos para fortalecer o rolê. O foco do evento é ‘dojinshi’ – mangá criado e publicado de forma independente – portanto, considerando os milhares de artistas amadores e profissionais de mangá no Japão, haverá uma variedade incrivelmente ampla de gêneros e estilos em exibição. O Popsfera usaria a palavra fanzine para traduzir a expressão dojinshi, mas nosso correspondente internacional, Takeshi Okaneku, acredita que os dojinshi estejam um degrau acima dos fanzines que conhecemos, e isso por conta de sua qualidade gráfica. Alguns trabalhos são impressos em gráficas de primeira linha, mas era isso mesmo que poderíamos esperar de japoneses fazendo mangás, certo?

Entrada do Tokyo Big Sight

Muitos dos mangakás populares de hoje começaram sua carreira na Comiket. De Fumi Saimon de Tokyo Love Story a Rumiko Takahashi de Ranma ½, ou o mega popular CLAMP, todos participaram do Comiket nos primeiros dias de sua carreira. Alguns grupos doujin, como Type-Moon, tornaram-se tão populares que faturam dinheiro suficiente para se tornarem profissionais, ou seja, viverem exclusivamente de seus trabalhos, atuando como roteiristas, desenhistas, editores, correndo atrás de gráficas e distribuição….um fanzine profissional, ou um trabalho autoral fora da influencia e amarras da mídia tradicional.

A Comiket separa por dias os estilos de mangás e animes exibidos; a galera que produz obras sobre um assunto comum geralmente são agrupados no mesmo dia. Isso evita que você vá ao evento e exclame NANI?! ao se deparar com alguma surpresa.

Se você pretende participar do evento com sua fantasia predileta, saiba que você precisa pagar para fazer cosplay – cerca de ¥ 800 (hoje uns R$ 30,00). Além disso, os organizadores aconselham que os participantes estejam “com boa saúde ao visitar o Comiket e se vestir de acordo”, pelo menos é o que diz o folder do evento (credo). Então sim … faça isso. As estações mais próximas são Kokusai-Tenjijo-Seimon Station na linha Yurikamome e Kokusai-Tenjijo Station na linha JR Rinkai.

É o primeiro ano no qual o evento tem 4 dias de duração, e isso já havia acontecido na edição de verão 2019.

Outra significativa alteração para o evento foi a área reservada para os mangakás, cerca de 75% do tamanho habitual. Isso ocorreu por causa da preparação do Tokyo Big Sight para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O Comiket é um evento sem fins lucrativos, realizado por voluntários, administrado pelo Comitê Preparatório do Mercado de Quadrinhos (ComiketPC). Inaugurado em 21 de dezembro de 1975, com um número estimado de 700 participantes, ele cresceu e se tornou a maior convenção de fãs do mundo, com uma participação estimada em mais de meio milhão de japas.

Só um pouco maior que o artists alley da CCXP, hein…

Fundada em 1975 por Yoshihiro Yonezawa e um círculo de amigos, incluindo Teruo Harada e Jun Aniwa enquanto estudavam na Universidade Meiji, eles quiseram estudar mangás e explorar seu potencial.

A Comiket guarda cópias de todas as obras vendidas dentro de seus eventos; elas são coletadas e arquivadas pela ComiketPC, com mais de 2,1 milhões de obras catalogadas até agora.

Desde 1993, a ComiketPC doou mais de 60 milhões de ienes ao manejo florestal sustentável para compensar o papel usado na produção de dojinshi; além disso, desde 2007, a ComiketPC trabalha com a Sociedade da Cruz Vermelha japonesa para organizar doações de sangue em eventos da Comiket.

Lembrando que o evento é rigoroso contra o registro de imagens dos trabalhos expostos na feira, por motivos óbvios. Editamos os vídeos para omitir qualquer visualização mais detalhada que por ventura tenhamos feito, por respeito ao evento e aos artistas.

NELSON OKANEKU no Instagram

COMIKET

TOKIO BIG SIGHT

Avalie a matéria