Clássico do dia : Pink Floyd – Have a Cigar

Na swinging London dos anos 60 três estudantes de arquitetura; Rogers Waters, Nick Mason e Richard Wright; formaram o núcleo de uma banda destinada se tornar o leviatã chamado Pink Floyd. Nessa fase embrionária o grupo mudou várias vezes de nome e composição. O grupo como conhecemos hoje começou a ganhar forma sob a liderança de Syd Barret. Barret sugeriu batizar a banda com uma combinação dos nomes dos bluesmen Pink Anderson e Floyd Council e foi a grande força motora criativa por trás do primeiro disco do Pink Floyd, o antológico The Piper at the Gates of Dawn. Porém ele logo sucumbiria a distúrbios mentais potencializados pelo abuso de LSD, sendo substituído por David Gilmour. Nos anos subsequentes o grupo seguiria desenvolvendo seu estilo psicodélico viajante, característico do período. Em 1973 lançaram The Dark side of The Moon, um dos discos mais celebrados da história do rock e que marca uma guinada em direção ao rock progressivo. O disco é uma homenagem a Syd Barret e reflete sua queda no abismo do transtorno mental. Ao contrário da música etérea falando de elfos e fadas de grupos do período, o som progressivo do Floyd trata de questões existenciais e sociais tangíveis, retratando paranoia, alienação e tecendo crítica social com um sentido de urgência palpável.

Avalie a matéria