Carnificina Absoluta – parte 1

Essa semana foi pra banca a revista Venom #14, que era a última que faltava pra fechar o primeiro ato do evento CARNIFICINA ABSOLUTA. Com todo o material em mãos, tá na hora da resenha!

Absolute Carnage #1 Review: An Utterly Demented Delight

Como sempre, na Marvel os eventos começam um pouco antes do início mesmo. Carnificina Absoluta tem sido preparada desde o início do run de Donny Cates e Ryan Stegman no gibi do Venom. Toda a história acerca de Knull, um deus que criou os simbiontes, você pode conferir a partir da primeira edição de Venom pela editora Panini.

O evento teve uma prévia na série Web Of Venom, que teve quatro edições dedicadas ao Carnificina e todas elas saíram por aqui, além de algumas páginas do FCBD, o Free Comic Book Day (evento que rola sempre no primeiro sábado de maio quando as comic shops distribuem presentes na faixa pra galera. As editoras produzem um gibi preview para o evento).

  1. Web of Venom: Carnage Born #1 (Venom #6)
  2. Web of Venom: Unleashed #1 (Venom #7)
  3. Web of Venom: Cult of Carnage #1 (Venom #12)
  4. Free Comic Book Day Vol 2019 #Spider-Man/Venom (Venom #14)
  5. Web of Venom: Funeral Pyre #1 (Venom #13)

Após essas edições, a tora racha de verdade. Abaixo o checklist sugerido pela Marvel, em negrito o que é essencial para o evento, o resto é tie-in, expressão gringa para encher linguiça. Tenho fé em Stan Lee que até o Ghost Rider e Captain Marvel sairão pela Panini. Não quero saber se é ruim, quero ler todos os tie-in sim senhor!

  1. Absolute Carnage #1
  2. Absolute Carnage: Ghost Rider #1
  3. Absolute Carnage: Symbiote Spider-Man #1
  4. Absolute Carnage: Separation Anxiety #1
  5. Absolute Carnage: Scream #1-3
  6. Absolute Carnage vs. Deadpool #1-3
  7. Venom #17
  8. Absolute Carnage #2
  9. Absolute Carnage: Miles Morales #1-2
  10. Absolute Carnage: Lethal Protectors #1-3
  11. Absolute Carnage: Avengers #1
  12. Venom #18
  13. Venom #19
  14. Absolute Carnage #3
  15. Absolute Carnage: Miles Morales #3
  16. Absolute Carnage: Immortal Hulk #1
  17. Absolute Carnage #4
  18. Absolute Carnage: Weapon Plus #1
  19. Absolute Carnage: Captain Marvel #1
  20. The Amazing Spider-Man #30-31
  21. Absolute Carnage #5
  22. Venom #20

CARNIFICINA ABSOLUTA #1

Gibi matador! Gibi frenétiko! Contendo a ABSOLUTE CARNAGE #1, que tem muito mais páginas que uma edição convencional e me enganou (achei que eram as três primeiras edições juntas da mini principal (obrigado Klebão!)), com textos de Cates e desenhos de Stegman. A pegada é que todos os que já se associaram com um simbionte guarda em sua medula uma herança genética da fusão, o códex. Carnificina quer reunir todos os códex para assim ressuscitar Knull. A ação começa quando Cletus Kasady, em simbiose com Grendel, o simbionte que vestiu o deus Knull, chega de mansinho para matar o Venom (que está ligado a Eddie Brock). Eddie recentemente descobriu que tem um filho (que acredita que ambos são irmãos) e o garoto está com ele.

Brock toma um cacete no metro de Manhattan do Carnificina e escapa por pouco; para proteger seu filho ele pede ajuda a PETER PARKER, O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA. Peter, ao ouvir essa história de códex e os escambau, vai buscar seu afilhado, Normie Osborn, filho de Harry Osborn…bom, você sabe. O plano é levá-los até o Reed Richards do universo Ultimate para que ele construa uma máquina capaz de retirar o códex dos moleques, coisa que ele já fez por causa de seu último encontro com Brock. Mas Peter se recusa a permitir que as crianças entrem na máquina sem um teste, e a cobaia é escolhida: Norman Osborn!

Norman está locão preso em Ravencroft, prisão de segurança máxima chefiada por John Jameson, filho do JJJ, que por acaso é um lobisomem, e faz tempo. O Carnificina chega na prisão e transforma os detentos em seu exército simbionte. Venom e o Aranha parecem que não conseguirão proteger Norman do ataque, mas quando eles se ligam que Carnificina quer Norman do seu lado a casa já caiu. Tenho quase certeza que eles vão morrer…

CARNIFICINA ABSOLUTA – CONTOS SANGRENTOS

Esse gibi só tem tie-in. São eles:

Absolute Carnage: Weapon Plus #1

A Shield usou Grendel em experimentos do Projeto Renascimento e acabou criando o Arma H. Uns antigos mercenários que também passaram pelo projeto estão agora no encalço do cara a mando do Carnificina. Gibi tão ruim que é bom.

Absolute Carnage: Separation Anxiety #1

Esse gibi merece nota 10. Um conto de terror clássico que parece que saiu da revista Kripta. Você se lembra daqueles simbiontes criados pela Fundação Vida? Então, uma garotinha leva pra casa uma cadela de rua. A família não está se dando muito bem e a cadelinha parece estar infestada não de pulgas, mas de simbiontes.

Absolute Carnage vs. Deadpool #1

É um gibi do Deadpool, você sabe o que esperar. Deadpool vai parar em Ravencroft pra fazer algo que eu já não lembro mais.

Absolute Carnage: Miles Morales #1

Miles enfrenta o Escorpião e descobre da pior forma que ele tem um passado com o Venom.

O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA #15

Esse gibi traz duas The Amazing Spider-Man, a 29 e a 30. A primeira é uma história sobre Peter e Mary Jane, nada a ver com a saga em questão, mas muito legal. A segunda está dentro do evento até o pescoço, mas eu acho de verdade que ela está fora de ordem dentro da sequência proposta pela Panini. Ela e a edição #30 são o capítulo 20 do checklist da Marvel, e se você sai do ponto em que a ação parou com o Aranha em Ravencroft, gibi descrito ali em cima, aqui a ação já está no esconderijo do Reed Ultimate, o Rex, e Norman já está locão babando curtindo uma de Carnificina Jr. Sendo assim eu nem li, beijos…

O que não é verdade porque já até resenhei esse gibi:

Venom #14

Venom #14 – Comic Boom

Aqui sim a sequência faz sentido! Enquanto o Aranha e Venom estão à beira da morte em Ravencroft, Rex e os garotos Dylan e Normie, respectivamente filho de Eddie e afilhado de Peter, se metem em altas confusões quando aqueles malditos simbiontes da Fundação Vida aparecem pra rasgar todo mundo. Mas esse grupo de simbiontes tinha cinco membros, até um deles morrer pelas mãos de Venom. Bom, pelo menos até agora, porque a segunda história dessa edição é sobre ela.

E aqui termina o primeiro (de três, quase quatro) ato da série CARNIFICINA ABSOLUTA. Devo confessar que gostei muito do que li, desenhos sensacionais na mini principal, ação a valer e tie-ins bosta pra você ler e falar: “que merda é essa?”. Me divirto muito fazendo isso, essa é que é a verdade.

Mês que vem voltamos com a segunda parte dessa resenha que ninguém pediu mas a gente fez assim mesmo.

ÁH!! Todos os gibis citados aqui estão em banca ou na loja virtual da Panini. Confira aqui.

Avalie a matéria