Bebê Yoda – S02E01: The Marshal

Ele voltou! O bebê alienígena mais simpático da popsfera está de volta – com sua violenta babá! É a segunda temporada de The Mandalorian, uma das séries mais bem-sucedidas do Disney+ e, por que não?, do universo expandido de Star Wars!

Mas essa retomada pareceu estar com o freio de mão puxado: ao invés da ação frenétyka do último episódio da primeira temporada, sobre a qual falamos aqui, temos um roteiro mais simples, com uma trama contida e que poderia, perfeitamente, ser encaixada no meio da primeira temporada.

Isso não quer dizer que seja ruim – pelo contrário! O mandaloriano Din Djarin (Pedro Pascal, mas podia ser qualquer um) assumiu a missão de levar “a criança” (Bebê Yoda, para os íntimos) de volta para seu povo – quem quer que seja o seu povo, né? Afinal, ao longo da série, não aparece ninguém capaz de identificar o povo do bebê. Para completar sua missão, o mandaloriano resolve procurar outro de seu povo para ajudá-lo – de preferência alguém que não tenha se envolvido na confusão que ele causou na temporada passada – e assim poder garantir a segurança de seu pequeno companheiro.

Eis que o mandaloriano vai buscar ajuda em Tatooine – basicamente, o centro do universo Star Wars. Dizem que lá se esconde outro mandaloriano, mas o que ele encontra é o xerife de uma pequena cidade. Seu nome? Cobb Vanth, interpretado por Timothy Olyphant. E não é que Vanth está usando a armadura que pertenceu ao Bobba Fett?!

Vale lembrar que The Mandalorian se passa pouco após o episódio VI, “O Retorno de Jedi”, onde vimos Fett pela última vez (sendo devorado por um sarlacc). Sempre houve muita especulação dos fãs da saga sobre aquele realmente ter sido o fim de Boba Fett. Mas isso não importa: Djarin quer a armadura que Vanth está usando – em troca, Vanth quer ajuda para destruir o Grande Dragão que aterroriza sua cidade.

Uma aliança improvável é feita, Bebê Yoda não usa seus poderes e Vanth cumpre com sua palavra. Djarin não consegue a ajuda que esperava e parte – observado de longe por um clone de Jango Fett, cheio de cicatrizes – seria Boba Fett vivo?! O que sabemos, por enquanto, é que ele é interpretado pelo mesmo Temuera Morrison que deu vida a Jango Fett (e a vários clone troopers, incluindo o Comandante Cody, em Ataque dos Clones e Vingança dos Sith!)

O grande trunfo de The Mandalorian é manter as coisas numa escala menor que o grande e aventuresco “universo lá fora” de Star Wars. Considerando que não teremos novos filmes num futuro próximo, The Mandalorian é Star Wars – mas o produtor/diretor/roteirista Jon Favreau não se deixa esmagar pela expectativa. Sua combinação de western e road movie com toques de “O Profissional” é uma adição maravilhosa à uma mitologia já muito rica, sabendo não depender de sabres de luz, vilões asmáticos ou famílias problemáticas. É uma boa história, com fanservice bem colocado e algo a dizer. Talvez seja exatamente o que a franquia precisa.

Avalie a matéria

Raul Kuk o Mago Supremo

Raul Kuk - o Mago Supremo. Pai de uma Khaleesi, tutor de uma bruxa em corpo de gata.