AVES DE RAPINA PELO SELO BLACK LABEL

A DC Comics havia programado um relançamento do título das Aves de Rapina para outubro deste ano. Aparentemente os planos mudaram e reprogramaram para 2020. Sem data certa ainda. Provavelmente para casar com o lançamento do filme nos cinemas.

O grande detalhe desta mudança, que a mensal sairá pelo selo Black Label. Este selo é uma tentativa da DC de promover revistas mais adultas dentro do universo da DC Comics. Uma espécie de Vertigo com personagens da continuidade da editora. Já há programadas mini-series do Coringa, provavelmente para vir na onda do Joker do Joaquim Phoenix e uma mini do Questão.

A primeira capa divulgada pela artista plástica Emanuela Lupacchino, bem super-heróica

Provavelmente há mais jogada de marketing nesse adiamento do que uma mudança completa no status quo da revista.

Mas venhamos e convenhamos que Birds of Prey (Aves de Rapina) no Black Label combina muito mais para o enredo contundente do escritor Brian Azzarello e a artista Emanuela Lupacchino.

E a nova capa desenhada por Ivan Reis para o selo Black Label

A DC também está substituindo a capa original de Birds of Prey # 1 da artista plástica Emanuela Lupacchino e Ray McCarthy por uma nova desenhada por Ivan Reis, Joe Prado e Alex Sinclair. O editor não especificou se a capa nº 1 original será usada em algum outro momento. Agora descrito como um projeto “sofisticado” do Black Label, Birds of Prey será a primeira mensal do selo. A DC não especificou se “alto padrão” equivale a qualquer alteração no preço de capa de $ 3,99 solicitado anteriormente. Nenhuma data de lançamento foi informada para Birds of Prey # 1, no entanto, o filme deve sair em 7 de fevereiro de 2020.

É esperar pra ver se a mudança foi pra melhor ou pura jogada de marketing. Nós do Popsfera estamos reticentes, em vista da duvidosa qualidade da película estrelada pela Arlequina e sua turma.

Avalie a matéria

Puyol Miranda

Uma simples testemunha da humanidade, que presencia todos os dias as grandes maravilhas de Deus. Além de presenciar o mais lindo momento de uma etapa de crescimento, me tornar pai. Sou analista de ti, leitor de quadrinhos, decenauta convicto e amante da tecnologia.